Desenvolvimento em camadas

Adotar os web standards vai muito além de substituir tables por divs. Existe toda uma filosofia de desenvolvimento por trás dos web standards que pode levar algum tempo para ser adotada, ou mesmo aceita. Por outro lado, essa nova filosofia de desenvolvimento traz consigo diversas vantagens, e eu até já falei um pouco sobre algumas delas.

Quando um profissional ou uma agência ou produtora web opta por migrar para o desenvolvimento de sites em conformidade com os web standards, ele (ou ela) está (ou deveria estar), na verdade, tomando uma decisão muito mais profunda e importante do que simplesmente escrever um código mais “limpo”. Um dos conceitos mais importantes que devem ser observados nesse momento é a forma como é construído o website.

Não é difícil encontrar por aí sites que misturam em seu HTML algumas pitadas de JavaScript, estilização (nem sempre via CSS), etc, etc.
Em web standards o desenvolvimento de websites é feito em camadas, mais especificamente em três, onde cada uma tem o seu valor e exerce papel fundamental no bom funcionamento do site. Vamos falar um pouco sobre essas três camadas:

Conteúdo:
É aqui onde fica toda a informação do site, é a “markup” do site, o XHTML. No XHTML devem ser evitadas ao máximo as imagens que não exercem papel importante na disposição da informação no site, ou seja, as imagens meramente decorativas não devem, em hipótese alguma, ser inseridas aqui. Atributos de estilização “inline” também devem ser evitados a todo custo, para que funcione o conceito de “desenvolvimento em camadas”. Além disso, deve haver um zelo extremo pela semântica do documento, para que ele seja acessível ao máximo a mecanismos de busca e principalmente a portadores de deficiências visuais ou outros tipos de deficiência.
Um código limpo, bem estruturado e semanticamente correto é um excelente ponto de partida para o desenvolvimento em conformidade com os web standards, e também para a implementação das duas próximas camadas do desenvolvimento.
Apresentação:
É toda a formatação do conteúdo, a forma como ele se apresentará, através das CSS. Aqui sim, devem ser inseridas as imagens decorativas, formatados os textos, dividido o layout, etc. É hora de, através das CSS, implementar aquele belo layout que você criou, para tornar seu conteúdo mais atraente aos seus visitantes, afinal de contas, quem é que vai querer ficar num site que é texto puro?
O segredo aqui é sempre manter as coisas o mais simples possível (KISS). É bom levar em consideração o fato de que diferentes browsers podem interpretar uma mesma declaração de maneiras distintas e, por isso, é sempre bom testar os resultados em diferentes browsers, à medida que você vai escrevendo o código.
Conteúdo bem estruturado e devidamente formatado, é hora de passar para a terceira e última camada de desenvolvimento…
Comportamento:
É aqui onde vai toda a parte dinâmica do site, ou seja, o JavaScript, DOM ou que quer que seja. A camada de comportamento geralmente é usada pra dinamizar o site, tornando-o mais interativo e melhorando assim a experiência do usuário. Não vou me adentrar muito nessa camada pois reconheço que não sei o bastante sobre ela. Mas recomendo muito a leitura deste artigo do Bruno Torres e, caso se interesse mais, siga o link que ele passou no final do artigo.

Acredito que o desenvolvimento em camadas é uma etapa essencial na migração para os padrões. Ter a mente aberta para uma mudança tão grande nos conceitos de desenvolvimento requer mais do que vontade de mudar por parte dos profissionais; requer humildade para reconhecer que o método antigo (com o qual ele trabalhava, talvez, há anos) estava errado e que, se ele não se mobilizar logo e começar estudar a fundo os web standards, ele acabará ficando pra trás e perdendo mercado pra seu concorrente, que já está entrando também no mundo dos padrões web.

4 Comentários

Arquivado em Artigos, CSS, Semântica, Web Standards, XHTML

4 Respostas para “Desenvolvimento em camadas

  1. Ótimo texto Jader, bem explicativo.

    E gostei muito desse template, ficou muito melhor que o outro.

  2. Com certeza essa é a maneira certa de se desenvolver um site.
    Cada parte em seu lugar, e a manutenção é muito facilitada.

    Parabéns pelo artigo.

  3. Olá Jader,

    Iniciei uma série de posts sobre o desenvolvimento web em camadas, e focarei principalmente na terceira, ou seja, a camada de conteúdo. Segue a lista dos posts iniciais:

    Camada de conteúdo – a(o) mãe(pai) de todas as outras
    http://leandro.w3invent.com.br/archive/camada-de-conteudo-a-o-mae-pai-de-todas-as-outras

    Desenvolvimento web em camadas – camada de comportamento
    http://leandro.w3invent.com.br/archive/desenvolvimento-web-em-camadas-camada-de-comportamento

    Camada de comportamento – visão geral
    http://leandro.w3invent.com.br/archive/camada-de-comportamento-visao-geral

    Um abraço.