Validar ou não validar? Eis a questão…

Muito se tem falado sobre validar ou não XHTML, CSS, WAI, RSS, enfim, tudo o que pode ser validado em um site que se diga “webstandard”. Li um artigo no Blog do Maujor, entitulado “Sobre Selos de Validação” que me motivou a escrever este post, porém tomarei outro rumo na conversa.

Creio que, como desenvolvedores, devemos nos preocupar com a validação de nossos sites. Veja bem, eu disse sites, e não blogs! Quanto aos blogs, eles quase nunca validam, por conta da interface, já que a maioria usa templates prontos. O meu por exemplo, não valida. Culpa minha? Não!

Um site com XHTML ou CSS (vou me ater a essas duas áreas, pois é onde estou inserido) válido é sinal de tudo feito dentro dos conformes, significa que você se preocupou em fazer tudo da maneira certa, marcação e formatação seguindo os padrões. Será? Nem sempre. Você pode, por exemplo, usar um parágrafo associado a uma classe pra formatar um título. Vai validar? Claro. Segue os padrões? Claro. Que não! Nesse caso você estará ferindo um princípio primordial para o desenvolvimento com web standards: a semântica. Não vou adentrar mais nesse assunto por enquanto, mas com certeza num próximo post.

Portanto, validar seu código é muito importante, mas… é tudo? Quanto à marcação, não há desculpas (mesmo que não esteja semanticamente correto, o que já é bastante depreciado, esteja pelo menos validado!), mas quanto à formatação, nem sempre. Quantas vezes você já não teve que sacrificar seu CSS pra corrigir um bug em um certo browser (em 99,99% dos casos, o IE)? Você fez errado? Vale a pena fazer isso? Claro que vale. É melhor ter seu site apresentável em vários browsers (sites crossbrowser) e não validado, do que ter um site validado, mas que se comporta de uma maneira em um browser e de outra em outro browser. Mas, neste caso, não coloque o selo de validação! Isto é uma anti-propaganda de você mesmo!

Eu, pessoalmente, acredito que há questões muito mais importantes com que um desenvolvedor tenha que se preocupar do que a simplesmente validação (repito, quanto à marcação não há desculpas para a não-validação!). Teste seu site em vários browsers, desabilite as folhas de estilo e teste a acessibilidade, experimente visualizar o site nos diferentes media types que você disponibilizou, rode-o em um leitor de tela para deficientes visuais. Está tudo ok? Parabéns! Validou? Não? Não importa. Publique o site, não coloque selos de validação, e seja feliz! Seus visitantes te agradecem.


<update>
Como leitura complementar, deixo um excelente artigo do Henrique, do Revolução Etc: Validação e Semântica.
</update>

13 Comentários

Arquivado em Artigos, Cotidiano, CSS, Semântica, Web Standards, XHTML

13 Respostas para “Validar ou não validar? Eis a questão…

  1. Boa Jader,
    Fico feliz que meu post tenha te motivado nesta matéria.
    Selo de validação não é enfeite.

  2. O que mais importa é atingir o objetivo que a validação tem: deixar seu site acessível ao maior número de usuários possível.

  3. Nem sempre Carlos, nem sempre…
    Repito, quanto à marcação, não há desculpas, mas quanto ao CSS, nem sempre a validação é garantia de acessibilidade crossbrowser.
    E tem outra questão: um site validado não quer dizer um site dentro dos padrões. O Validador do W3C não é capaz de julgar a semântica do seu código.😉

  4. Exatamente por isso digo que o mais importante é deixar seu site acessível ao maior número de usuários.

    Se você tiver de sacrificar algo para fazê-lo, vale a pena =)

  5. Oi jader, é a 1º vez que visito seu blog. Parabéns!

    Quanto a validar, sim, é preciso. Sites ou Blogs. Se nosso blog não valida é porque está escrito errado. Não tem como fugir disso. validar sim, memso não garantindo uma boa semântica.

  6. hehehe
    É como eu disse a respeito dos blogs: muitos (como o meu) usam templates prontos, ou seja, não fomos nós quem escrevemos o código…
    Quanto a validar, claro que sim. A marcação sim, mas o CSS, nem sempre é a melhor alternativa…

  7. Pingback: Blog do Jader » Blog Archive » A regra dos Rótulos e Recipientes

  8. Pingback: Tableless » Blog Archive » Validar é importante?!

  9. Pingback: Validação vs. Semântica « RafaelMarin:Blog

  10. Se você tem um Site ou Blog dedicado a difundir Web Standards, tem obrigação de mantê-lo válido na marcação e nas CSS.
    Práticas Web Standards supõem validação, por princípio.
    Não sou xiita ou radical, considero que vários são os motivos que justificam um site não válido como por exemplo: entregar a manutenção do site a terceiros que nada entendem de validação, criar sites gerenciados por CMS fornecido pelo cliente etc.
    Mas se você tem o controle do site e prega Web Standards não pode dispensar a validação. Nem mesmo em Blogs onde o código todo está hospedado no teu servidor. Não cabe aqui máxima do “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”

  11. Pingback: Validação vs. Semântica » RafaelMarin.net

  12. Boa dica, nem vou perder tempo!