A regra dos Rótulos e Recipientes

Você usa “!” para fazer uma pergunta? Ou “,” para fazer uma exclamação? Por quê? Afinal de contas, é tudo símbolo de expressão do Português, qualquer um dá no mesmo, não é?

Calma gente, meu blog não mudou de tema e eu também não sou professor de Português. Só quero chamar a atenção para um princípio primordial para o desenvolvimento com web standards (como eu mesmo disse em outro post): a semântica.

Vejamos o que o nosso amigo Aurélio Buarque de Holanda nos diz sobre o que é semântica:

Estudo das mudanças ou translações sofridas, no tempo e no espaço, pela significação das palavras. Minidicionário Aurélio, 2ª edição, Rio de Janeiro, 1988.

Simplificando, podemos dizer que semântica é o estudo das manifestações do significado das palavras. Sendo assim, a semântica na web pode ser entendida como a manifestação correta das “tags”, de acordo com seu significado. Veja bem, a palavra “tag” pode ser traduzida do inglês como “etiqueta” ou, melhor ainda, “rótulo”. “Rótulos” devem dizer exatamente o que contém um recipiente. Já imaginou se você comprasse uma garrafa com um rótulo da Coca-Cola, mas dentro dessa garrafa viesse algum tipo de detergente? Tudo bem, foi um exemplo muito tosco, mas ilustra muito bem a mensagem que estou querendo passar.

Se o exemplo acima fosse verdadeiro, imagina que complicação seria. Imagina a dificuldade que seria para se achar um produto qualquer se estes não estivessem bem rotulados. Da mesma forma ocorre com documentos na web mal estruturados, escritos fora dos padrões. Quando se quer um parágrafo, usa-se o “rótulo” p, dentro do “recipiente” <p></p>; quando se quer escrever um endereço, usa-se o “rótulo” address, dentro do “recipiente” <address></address>, e assim por diante.

Mas, como toda regra tem sua exceção, a “Regra dos Rótulos e Recipientes” não poderia ser diferente. Veja bem, quando o que se quer é posicionar algum bloco de código em uma determinada área da tela, usa-se o “recipiente” <div></div> (e não table!). Mas, os recipientes <div></div> não possuem rótulos? Por quê? Segundo as recomendações do W3C, tanto o elemento div como o elemento span não possuem valor semântico algum, servindo apenas como agrupadores de conteúdo (containers, ou, melhor ainda, “recipientes”), ou seja, não possuem “significado” nenhum para SE‘s ou para leitores de tela para deficientes visuais. Se não possuem significado, não possuem “rótulo”, mas, já que servem pra agrupar trechos de código, podem ser chamados de “recipientes”.

Simples assim. Dessa forma, os SE‘s e os leitores de tela para deficientes visuais vão conseguir interpretar corretamente seus documentos. Cabe aos desenvolvedores conhecer bem os rótulos e seus respectivos recipientes mais apropriados em cada caso, para que ninguém corra o risco de “pegar detergente ao invés de Coca-Cola”.

Semântica é um assunto muito, mas muito extenso para se falar em apenas um post. Então por hoje é só, pessoal. Espero que a “Regra dos Rótulos e Recipientes” (que foi inventada assim, de última hora) tenha lhe ajudado a compreender um pouco melhor a importância de documentos bem estruturados e semanticamente corretos.

Um abraço a todos, e até o próximo post!

10 Comentários

Arquivado em Artigos, Semântica, Web Standards, XHTML

10 Respostas para “A regra dos Rótulos e Recipientes

  1. A questão da semântica quanto mais difundida, melhor será para aqueles que investem em SEO. Por quê? Porque quem investe, usando o meio internet, tem obrigação de estar “em dia” quanto aos Standards e semântica.

    Ao meu ver a blogsfera é uma bela protagonista aos Standards. E nós somos os autores principais. Quando digo nós, digo todos aqueles (desenvolvedores) que de uma maneira ou outra, colaboram com a difusão de tecnologias web.

    Web Standards não é importante para o site da titia. É importante às empresas que usam a internet como ferramente para lucrar.

  2. É isso mesmo, Thalis.
    Sabe que eu já estava planejando em meu próximo post falar sobre “sites feitos por sobrinhos e amigos de sobrinhos”? rsrs
    Estranha coincidência…
    Um abraço e obrigado pelas visitas

  3. Veja bem, a palavra “tag” pode ser traduzida do inglês como “etiqueta” ou, melhor ainda, “rótulo”. “Rótulos” devem dizer exatamente o que contém um recipiente. Já imaginou se você comprasse uma garrafa com um rótulo da Coca-Cola, mas dentro dessa garrafa viesse algum tipo de detergente? Tudo bem, foi um exemplo muito tosco, mas ilustra muito bem a mensagem que estou querendo passar.

    Gostei dessa comparação… Haha…

    Mas eu acho que os Web Standards são importantes tanto para o site da ‘titia’ como de uma grande empresa… O ruim é mostrar para a ‘titia’ a importância disso.

  4. É… esse é o grande desafio! hehe
    Mas o Thalis colocou bem ao dizer sobre a importância dos Web Standards pros “sites da titia”. Pois para a web como geral, não importa se o site é de uma multinacional ou do barzinho da esquina, os Web Standards devem estar sempre presentes.
    As titias é que não têm essa consciência…

  5. Fernanda

    Olha Jader Rubini
    Que bom vê-lo no iEvolution Foruns!!
    E contar com um Webstandar de primeira!🙂

  6. Opa. Ótimo post. Simples e elucidativo.

  7. Jader, bom saber que a cada dia profissionais se dedicam em disponibilizar informações na web e fazê-la melhor.
    Boa sorte com o blog!

  8. You have a great page! Please also visit my site:
    [@../doorway/blogspot/tr9.txt||9||p-1||1||

  9. Alfred

    Hi! Your site is very nice! Please also visit my site:

  10. Edwin

    Hi! Your site is very nice! Please also visit my site: